segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Só porque eu amo você!!!

Em um lindo dia de primavera, almocei ao ar livre, sentada em um banco á sombra de uma arvore frondosa. Eu estava sozinha, mas foi bom passar alguns momentos fora de meu local de trabalho, como se estivesse fazendo um piquenique.
Ultimamente, tenho refletido sobre a minha solidão, após vários anos de divórcios e de uma mudança radical de vida. Terminei de criar meus filhos sozinha e estive ocupada demais tentando sobreviver no mundo do trabalho da década de 1990. Talvez por isso eu não encontrei um novo companheiro, alguém com quem pudesse compartilhar minha vida e meu amor. Nunca voltei a fazer parte do grupo de solteiros, sempre dominado por um numero maior de mulheres (e mulheres jovens, por assim dizer) do que de homens. Eu me mantive ocupada com as atividades de minha filha adolescente ou visitando meus filhos mais velhos e meu novo neto, além de envolver-me com os trabalhos em grupo da igreja.
No escritório, havia um bom número de mulheres casadas, que, ás vezes, recebiam flores dos maridos no local de trabalho. Os buquês geralmente vinham acompanhados de um cartão, dizendo que as flores foram enviadas "só porque eu amo você". Eu admirava as flores, mas admirava ainda mais os sentimentos que havia por trás delas. Por ter vivido infeliz dentro de um casamento de muitos anos, eu nunca me acostumei a ganhar nada que indicasse que eu era amada. Eu almejava receber flores e invejava aquelas mulheres.
Comecei a fazer minhas refeições naquela mesa improvisada de piquenique. De repente, senti alguma coisa cair em minha cabeça. Era uma flor despencando em direção à grama. Olhei para cima e vi que a árvore enorme sob a qual eu estava sentada tinha a copa repleta de graciosas flores vermelhas, penduradas quase ao alcance de minha mão. Eu não as havia notado, porque eu não olhara para cima.
Imediatamente percebi que estava sendo agraciada com flores, lindas flores de Alguém que me amava. Deus não ia deixar-me sem um símbolo de seu amor! Subi em um pequeno muro de tijolos e colhi algumas flores. Levei-as para minha mesa de trabalho e as coloquei em uma jarra de vidro. Foi maravilhoso olhar para as flores enquanto trabalhava. Elas me fizeram lembrar durante o dia que Deus quis me dar flores só porque Ele me amava.

Suzanne F. Diaz


Li essa história essa semana e me comoveu. Uma história simples da vida de muitas pessoas. Quando li meus olhos se encheram de lágrimas. Lágrimas de alegria, por saber mais uma vez que Deus cuida de cada um de nós. Por saber que Ele nos olha com tanto amor, e não nos deixa em instante nenhum sozinhos. Ele sempre lembra de nós, até mesmo quando pensamos que estamos sozinhas, quando pensamos que Ele nos esqueceu. Será que temos percebido o grande amor de um Pai? Em pequenas coisas do nosso dia-a-dia que Ele nos proporciona? Será que temos percebido que tudo vem dEle? Que o amor do Senhor seja constante em nossas vidas. E que esse amor seja reconhecido por nós. Que tal se começarmos a ver e sentirmos a manifestação desse Amor? Você consegue?
Senhor eu oro para que possamos perceber quando uma flor cai diante de nós. Que possamos sentir isso não como uma lei da gravidade, mas como um gesto do Teu infinito amor por nós =)
Beijos a todos, e obrigado por aqueles que comentam e me seguem aqui.

3 comentários:

Cris disse...

Linda história...essa eu não conhecia, é de emocionar mesmo...como Deus é bom!

Bjs!!!

eva mooer disse...

lindo texto....Acho que muitas vezes nos encontramos em solidão.Na minha opinião, é a sensação mais dificil de atravessar.Bom saber que somos especiais e não estamos espiritualmente sozinhos,como ela escreveu:basta olhar para cima.
Abraços Kati

doce cabana disse...

Olá querida....
SEu blog continua lindo, sempre estou aqui...
COMEÇOU O SORTEIO DENATAL DOCECABANNA, QUE VAI SORTEAR 5 PESSOAS, COM PREMIOS INCRIVEIS...E AINDA DÁ DUAS CHANCES EXTRAS...
Voce não pode ficar fora desta!!!! te aguardo.

Um grande beijo!!!!SAÚDE E PAZ!!